Terça-feira, 17 de Março de 2009
não sou feliz,mais sou magra

                         

 
Ser magra não é necessariamente sinônimo de beleza - muito menos de felicidade, mas assim acredita o mundo do consumo. Eu, consumista assumida, sou magra, portanto, deveria ser bonita e, assim sendo, feliz. Mas ao contrário do que esse mesmo mundo vende, ser magro pode ser algo extremamente complicado. Ser magrela é ainda mais. E se você, querido magrelo, não tem fama nem dinheiro, fodeu!
Meu índice de massa corpórea é abaixo do considerado saudável, mas a minha saúde é de ferro. Não sofro de anorexia e nem bulimia, posso até mesmo dizer que sofro de gula e que ficar embuchada não é privilégio dos gordinhos. Mas para ser um magro ou um gordo - ou qualquer outra coisa que você seja ou queira ser - respeitado só mesmo tendo dinheiro, muito dinheiro. Nós demais casos - ou classes sociais – você, gordinho ou magrinho, vai ser uma pessoa normal, nada mais. E para todos os normais existem os pros e os contras de ser o que é. E vai ser o peso de ambos na balança que irá definir se você será respeitado socialmente ou não. Ser um magricela pode ser traumático. Veja por que:
  • Namorar outro magrelo (a) costuma ser extremamente desconfortável – exceto se você não tiver problemas com hematomas, dores e possíveis esfoliações na região dos quadris.
  • Ser chamada de Olívia Palito, “saco de osso” e outros apelidos desagradáveis;
  • Você nunca vai ser chamada de gostosa e, às vezes, isso é necessário para levantar o ego, acredite;
  • Você não pode comer excessivamente, pois, qualquer exagero é facilmente percebido devido à falta de gordura na lateral da cintura deixando-a com aquele aspecto “melancia no espeto” ou “mãe, estou grávida de dois meses”;
  • Magrelas não estão imunes a celulites, estrias, rugas e...
  • Costumam aparentar mais idade que as gordinhas, gostosas e afins.
  • Somos mais suscetíveis a traumas físicos e lesões em geral;
  • E, de acordo com a Mariah, não podemos usar fantasias de pin up - o que eu discordo com veemência.

     

Mas a sua magrelice pode ser também uma tábua de salvação, ou um meio caminho para a felicidade.

  • Qualquer coisa lhe cai bem – fazer vista grossa para canelas finas e joelhos realçados não custa nada, não é mesmo minha gente?!
  • Mais mobilidade para correr atrás do ônibus ou atrás daquele filho da mãe que roubou sua bolsa;
  • Somos mais friorentas e não existe roupa mais elegante que as de inverno;
  • Magrelas não têm quadril e eu gosto assim, faço tudo para disfarçar o pouco que tenho;
  • Você não sente vergonha ao pedir uma calça numero 34, 36 ou 38;
  • E, mesmo com as inúmeras desvantagens primeiramente listadas ainda sofremos menos preconceitos que as pessoas mais cheinhas. Você pode não ser feliz, nem bonita, mas é magra.

sinto-me: cansada

publicado por uvinha às 17:25
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De aline a 15 de Abril de 2009 às 13:48
oi querida
adorei seu texto.tbm sou magrinha e baixinha ainda por cima hehe, ja viu ne, tenho 23 e ainda dizem que tenho 19.
por um lado é bom né, ninguém nunca vai nos chamar de baleia ou algo assim, mas que seria bom
ser mais cheinha a gente sabe q sim ne, afinal a gente sabe que homem gosta de ter onde pegar hihi
bjinhus pra vc, adorei teu blog, quero fazer um pra mim tbm!


De Mariana Gomes a 18 de Setembro de 2010 às 17:41
Olá! Boa tarde,

Sou produtora da rede record e gostaria d afalr com você.

Por favor, entre em contato no e-mail mfgomes@sp.rederecord.com.br

Obrigada desde já pela atenção e um abraço,

Mariana Gomes
Jornalista
11 2184 5101
11 9299 2442


Comentar post

.mais sobre mim
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. escola [ontem] 18/03/2009

. CLODOVIL

. escola [ONTEM] 16/03/2009

. não sou feliz,mais sou ma...

. sem nada para dizer e mui...

. escola [ONTEM]

. frustações

. como fazer a maquiagem da...

. fake..

. Mais uma vez ...

.arquivos

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds